Cáritas lembra um ano de conflito na Ucrânia com apoio de 400 mil euros

A Confederação Cáritas, na qual a Cáritas Portuguesa se inclui, lembrou a data de hoje, 24, com o impacto do conflito na Ucrânia, uma guerra que “continua a ultrapassar as fronteiras do país e da região da Europa, afectando pessoas e países em todo o mundo”.

leia também
Agricultores do Baixo Alentejo protestam com o preço da água – EDIA está solidária

Na mensagem enviada à Planície, “Reconstruir e Restaurar a Esperança” e que assinala a guerra que dura há um ano entre a Rússia e a Ucrânia, o apoio e a união são enaltecidos pela confederação católica. “Quando por um lado, havia pessoas e famílias inteiras a viver a destruição das suas casas, outras imediatamente abriram as suas portas para receber aqueles que haviam perdido tudo. Em todo o mundo, houve gestos de solidariedade para com as vítimas permitindo um apoio humanitário que se prolonga tanto quanto o conflito”.

A Cáritas mantém a sua resposta de ajuda, naquele que é o “seu compromisso de promover uma abordagem baseada nos direitos humanos para garantir que todas as pessoas afectadas por conflitos armados e violência se sintam seguras, protegidas, acolhidas e respeitadas”.
O trabalho que tem sido feito pela organização vai no sentido de apoiar “milhões de pessoas que sofrem como resultado desta guerra” e que “possam ter uma perspectiva de recuperação do seu país e, acima de tudo, nunca percam a esperança. Acreditamos que todas as pessoas têm direito a um lugar onde não estão sozinhas ou excluídas, mas pertencem a uma comunidade”.

Tetiana Stawnychy presidente da Cáritas Ucrânia, afirmou que a associação dá uma resposta continua. Essencialmente nas “necessidades básicas, como comida, água, higiene, necessidades de abrigo. Também estamos a trabalhar em actividades simples de recuperação de casas, aconselhamento e a apoio psicossocial tanto para adultos quanto para crianças”. Um ano “muito difícil que mudou a vida de milhões de ucranianos, mas foi também um ano de muita generosidade, esperança, fé e amor. Como Cáritas Ucrânia acreditamos que somos no terreno a expressão de tudo isto. Somos os corações, as mãos, os braços de todos os que nos ajudam a concretizar este trabalho.”

A Cáritas Portuguesa prossegue o seu empenho de colaboração, através da Caritas Internationalis no apoio à Cáritas na Ucrânia, nos países vizinhos e também no apoio às famílias deslocadas em Portugal. “Até ao momento foi possível responder com um total de 400 mil euros para o apoio nestas três vertentes assumidas desde o início do conflito, mas o trabalho não terminou”.

A presidente em Portugal, Rita Valadas, deixou uma mensagem sobre a importância da instituição na reestruturação do país. “Continuamos empenhados no apoio à Ucrânia nesta fase em que o apoio humanitário continua a ser uma emergência, mas estamos também conscientes de que muito do trabalho da rede Cáritas será necessário na fase de reconstrução e não perdemos isso de vista na nossa forma de olhar para o papel da Cáritas Portuguesa nesta intervenção.”

A instituição Portuguesa continua a receber donativos de todos os que queriam fazer parte desta resposta de emergência e de futuro para garantir a todos os que são vítimas deste conflito “um horizonte que é feito de Esperança, mas acima de tudo que é feito de Dignidade Humana”.

355 Views
Scroll to top
Close
Browse Tags