Em 10 anos – Escolas do Alentejo perdem 31 mil alunos

Os dados recentes divulgados pela Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DHEEC) são o espelho de uma realidade preocupante nos últimos 10 anos no ensino, com as escolas a perderem um quinto dos alunos do pré-escolar ao ensino secundário, passando de dois milhões, para cerca de 1,5 milhões de alunos. Só o Alentejo sofreu uma diminuição de menos 31 mil alunos e passou de 133.944 para 102.579.

leia também
“Não te Cales” – GNR sensibiliza para a violência no namoro

Concretamente no Agrupamento de Escolas de Moura, onde existem 1500 alunos, “o número tem-se mantido estável nos últimos anos”, de acordo com informação do director do Agrupamento, Rui Oliveira. “Saem uns, mas entram outros”, com a Escola Secundária de Moura a manter o “mesmo número de estudantes há mais de 10 anos”.

A estatística da DHEEC, revelou que a região do Algarve foi a menos afectada, mas apesar disso perdeu perto de 10 mil alunos, passando de 83.360 alunos para 74.500. Também a Área Metropolitana de Lisboa foi das menos atingidas e passou de quase 527 mil para 482 mil.
Na situação oposta, as escolas da zona Norte do país, foram das que ficaram sem maior número de estudantes com uma redução de menos 220 mil inscritos, verificando-se um decréscimo de 741.734 para 519.706.

Os números agora conhecidos pela Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência dão que pensar no ensino, com a região do Alentejo a perder 31 mil alunos do pré-escolar ao secundário.

563 Views
Scroll to top
Close
Browse Tags